Notícias

Ver notícia
Visita técnica foi agendada por meio do programa Portas Abertas, organizado pela Águas de Bombinhas

Pela primeira vez, as instituições que fazem parte da Rede Solidária de Bombinhas fizeram uma visita técnica à Estação de Tratamento de Água (ETA) do município. A ação foi possível graças ao programa Portas Abertas, uma iniciativa da concessionária Águas de Bombinhas que leva estudantes, profissionais e pessoas da comunidade para conhecer de perto o sistema de abastecimento.

Durante a visita estiveram presentes representantes da Fundação de Amparo ao Meio Ambiente de Bombinhas (Famab), Associação dos Pais e Amigos dos Autistas de Bombinhas (AMA), Associação Empresarial de Bombinhas (AEMB), Lions Clube, Tramô e Turma do Bem. Também esteve presente a secretária de Assistência Social de Bombinhas, Telma Mafra.

A comitiva teve a oportunidade de conhecer as modernas instalações da ETA, incluindo os módulos de tratamento de água, o reservatório, filtros e laboratório interno que fica no alto do morro de Zimbros.

“Foi um prazer receber a Rede Solidária na ETA e apresentar um pouco mais do nosso trabalho. São pessoas da comunidade, formadores de opinião que fazem a diferença em Bombinhas”, comenta Reginalva Mureb, presidente da Águas de Bombinhas.

O presidente do Lions de Bombinhas, Diogo Peixoto de Oliveira, conta que esta foi a primeira vez que visitou a ETA e não imaginava os processos que envolvem a captação e tratamento de água. “Nunca tinha imaginado que era assim que funcionava, tudo muito novo. Quem é leigo não conhece o que é um tratamento de água, as dificuldades que envolve. Os investimentos têm que ser contínuos e constantes, pois são eles que garantem o abastecimento da cidade”, completa ele.

Já o presidente da AMA, José Maria de Oliveira, reforça que a saúde das pessoas deve vir em primeiro lugar e, para isso, a comunidade também deve ajudar na preservação. “A gente sabe do histórico do passado, como era nossa água, e podemos agora presenciar a mudança para melhor. A comunidade também tem que ajudar com o consumo de agua. O futuro das gerações depende de como a gente se comporta no dia a dia, por isso temos que fazer nossa parte e evitar desperdício”, afirma.

Ana Paula da Silva, estilista e proprietária da Tramô, conta que essa foi a primeira vez que teve contato com o processo de abastecimento e achou fascinante. “Não fazia ideia de como funcionava. A gente não imagina, até faz a gente repensar como tem que dar valor à água, ao processo que é feito para ela chegar na nossa casa” comenta a estilista.

Para encerrar, Thaís Loiola, advogada e responsável pelos projetos sociais da empresa, comenta que a concessionária está à disposição da comunidade para o agendamento das visitas. “O Portas Abertas aproxima os laços entre comunidade e empresa, além de esclarecer dúvidas e desmistificar os processos de coleta, tratamento e distribuição de água”, explica.

Compartilhar:

Veja Também

Politica de Inv. Social Privado Saiba mais
Politica de Inv. Social Privado

Uma concessão é muito mais que um acordo com o poder público, é um compromisso com o lugar e com sua gente.

Legislação e Tarifas Saiba mais
Legislação e Tarifas

Os serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário implicam em custos e investimentos permanentes.

Responsabilidade Social Saiba mais
Responsabilidade Social

A atuação social e ambientalmente responsável faz parte da nossa história e do nosso propósito.

Água Saiba mais
Água

Antes de chegar às residências, a água percorre um longo caminho pelo sistema de abastecimento da Águas de Bombinhas.