Notícias

Ver notícia

 

Projeto se expande também para Águas de Penha, Águas de Camboriú e Águas de São Francisco do Sul, concessionárias da Regional SC

Focada nos recursos tecnológicos que são criados para melhorar o desempenho de empresas e serviços, a Águas de Bombinhas vem implementando a metodologia Building Information Modeling (BIM) em todo o seu sistema de abastecimento e também esgotamento sanitário. Um dos principais objetivos desse método, que é inédito em Santa Catarina, é de alinhar estratégias entre negócios e operações da empresa. As outras concessionárias do grupo da Regional SC também estão instalando o novo sistema, como a Águas de Penha, Águas de Camboriú e Águas de São Francisco do Sul.

O BIM nada mais é do que um sistema inteligente de gestão de ativos que consegue abranger qualquer tipo de decisão dentro de uma construção: desde as etapas de planejamento de obras, concepção, análise, documentação, fabricação, acompanhamento, operação e manutenção, por exemplo. Em outras palavras, o BIM permite com que se crie digitalmente modelos virtuais precisos de uma construção, indo desde a sua concepção, passando pelo projeto e execução até chegar na operação e manutenção da mesma. Com o BIM é possível realizar a construção virtual completa de uma edificação, reunindo de forma inteligente e integrada todas as informações utilizadas ao longo do ciclo de vida daquela construção.

Conforme o líder do programa Infra Inteligente da Aegea, Wagner Carvalho, todo o sistema das concessionárias catarinenses vêm sendo mapeados e digitalizados. “Existe um lema que diz ‘devemos conhecer para operar’, e é isso que estamos colocando em prática. O mapeamento do sistema vem sendo realizado com a ajuda de drones, câmeras em alta resolução, imagens 3D, tudo isso será computadorizado e digitalizado para acesso não só da empresa, mas da população também”, explica. A ideia é exibir os mapas, por meio de óculos de visão tridimensional, aos moradores e visitantes que frequentam e conhecem as instalações da concessionária.

Na fase de implantação do BIM acontece a revisão de todos os ativos – que são as partes que compõem o sistema, como válvulas, bombas, etc. Após esse trabalho minucioso, as informações serão transformadas em mapas 3D que podem ser acessados de qualquer plataforma digital.

“Será possível acessar os mapas de um celular, por exemplo. A grande vantagem para a população é a agilidade que as equipes ganham com essa digitalização”, completa Wagner. A previsão é de que o mapeamento seja concluído no mês de setembro e, a partir daí, o trabalho deve ser refinado pela equipe e 100% concluído até o mês de outubro.

O que é a Infra Inteligente?

Lançado em 2018 pela Aegea, grupo ao qual Águas de Bombinhas, Águas de Penha, Águas de Camboriú e Águas de São Francisco do Sul fazem parte, o projeto é fundamentado no que há de mais avançado em gestão de ativos de acordo com a ISO 55.001 e na metodologia de modelos 3D BIM (Building Information Modeling).  Com este mapeamento é possível reduzir riscos para a operação do saneamento (analisando a saúde do ativo e agir antes de um problema); garantir a eficiência da operação e assim melhorar as condições da prestação dos serviços, uma vez que será possível fazer diagnósticos e efetuar a manutenção de equipamentos em tempo real, identificando a causa raiz de falhas recorrentes a partir de um olhar amplo, a partir da integração de toda infraestrutura de operação de uma concessão.

As visitas virtuais permitem o entendimento pleno das instalações. Pelo uso dos óculos de realidade virtual é possível entrar em todas as partes da instalação, até mesmo em locais que não é possível visitar em campo, como por exemplo o subsolo com todas as tubulações, e até dentro dos tanques que nas instalações de campo que estão totalmente preenchidos com efluentes.  O programa tem o objetivo de incorporar a inteligência de dados e a tecnologia para a gestão dos ganhos de eficiência, trazendo a capacidade de alinhar expectativas e transformar o futuro de todo o segmento.

Este projeto vai ao encontro com os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentáveis, propostos pela Organização das Nações Unidas (ONU) a fim de promover a evolução da sociedade e desenvolvimento mundial sustentável. O Objetivo nº 9, por exemplo, visa a promoção da indústria, inovação e infraestrutura. Ou seja, além da promoção e inclusão da tecnologia em seus projetos, a Águas de Bombinhas também fomenta a inovação.

Compartilhar:

Veja Também

Responsabilidade Social Saiba mais
Responsabilidade Social

A atuação social e ambientalmente responsável faz parte da nossa história e do nosso propósito.

Sanear Bombinhas Saiba mais
Sanear Bombinhas

A Águas de Bombinhas trabalha 24h por dia para ampliar e melhorar o saneamento na cidade de Bombinhas.

Contato Saiba mais
Contato

A Águas de Bombinhas oferece um canal de comunicação eficiente. Entre em contato conosco.

Cronograma Saiba mais
Cronograma